segunda-feira, julho 31, 2017

Redes "tier" e rádios digitais - 1ª parte

Para além das redes IP mais comuns, e aquelas que permitem o acesso mundial à Internet é o exemplo melhor conhecido, existem outras redes, com uma estrutura e funcionalidades diferentes, destinadas, muitas vezes a fins específicos e com um acesso mais ou menos controlado, que em muitos casos são apenas compatíveis com equipamentos desenhados para a elas aceder.

A expressão "tier", que se pode traduzir em português por camada, na sua modalidade "tier 1" está associada a um tipo de acesso gratuito, onde a passagem de tráfego de um operador através de recursos alheios será compensada através de reciprocidade e não de um pagamento, pelo que existe uma parceria entre iguais entre os intervenientes.

Não havendo um regulador ou autoridade que estabeleça ou defina este tipo de rede, aceita-se, comummente que uma rede "tier 1" é uma rede onde que pode aceder a outras redes sem necessidade de comprar tráfego de IP, portanto sendo gratuito, mesmo que possa haver compensações que se traduzem pela reciprocidade de condições.

Naturalmente, por defenição, nem todas as redes gratuitas são incluídas neste tipo de rede, dado que podem existir pagamentos a outros níveis e o tipo de relação entre os diversos nós constituintes das redes pode ter um tipo de estrutura que o diferencie.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin