terça-feira, setembro 04, 2012

Setembro começa com vaga de incêndios - 1ª parte

Image Hosted by Google Um Kamov no combate a um fogo em Portugal

O início de Setembro fica marcado pela vaga de fogos florestais e pela perda de uma vida humana, para além da queda de um helicóptero pesado Kamov Ka-32 durante as operações de combate aos fogos, do que resultou dois feridos ligeiros.

O grande incêndio no concelho de Ourique, activo desde Domingo, mobilizava então mais de 500 efectivos, apoiados por 141 veículos e 4 meios aéreos, destruira habitações, uma fábrica, diversos veículos, para além de causar uma vítima mortal.

Em Carapinha, no concelho de Tábua, perto de 300 efectivos, apoiados por 80 veículos e 3 meios aéreos combatiam um fogo que obrigou a cortar a Estrada Nacional 17 e o IC-16 perto de Arganil, e, apesar de melhorias, a situação mantinha-se complicada.

Estes são apenas dois exemplos, de entre muitos, que já obrigaram Portugal a pedir ajuda externa, ao abrigo dos mecanismos europeus disponíveis para auxiliar países em dificuldades no combate aos fogos florestais, essencial numa altura em que todos os meios aéreos estão empenhados no combate.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin