terça-feira, dezembro 02, 2014

Uma sugestão de Natal, o MEO A75 - 2ª parte

Com um écran de boas dimensões, o uso do telemóvel torna-se simples, seja em termos de leitura e escrita, seja na visualização de imagens ou gráficos ou de vídeos, que podem ser provenientes de TV analógica ou digital ou no popular formato MP4/H.264, os quais são nítidos e fluídos, mesmo aqueles que são mais exigentes em termos de recursos.

A câmara primária de 8 megapixels, com focagem automática, "flash" por "led" e com capacidade de georeferenciação, deixa algo a desejar, não aparentando as capacidades anunciadas, nem em termos de resolução, nem mesmo em termos de equilíbrio de cores, sendo complementada por uma câmara secundária de 1 megapixel.

Naturalmente estão disponíveis os sensores de proximidade e acelerómetro, bem como o GPS, com A-GPS, o que aumenta a precisão acrescentando aos dados proveniente dos satélites aos da própria rede móvel, ou o rádio FM, que necessita dos auscultadores que neste caso desempenham a função de antena.

A bateria de iões de lítio de 2.000 mAh permite uma autonomia anunciada de até 12 horas em conversação e até 400 em "stand by", dependendo da utilização real, e que pode ser penalizada pelo uso de dados via rede móvel, rede local, GPS ou "bluetooth", tem o grave inconveniente de ser fixa, tal como acontece com os "iPhone", o que impede a sua substituição em caso de necessidade.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin