quarta-feira, maio 13, 2015

Fogos florestais quintuplicam face a 2015 - 1ª parte

Segundo os dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), responsável pelo registo de informação relativa a ocorrências de incêndios florestais, a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) informou que foram contabilizados, até 05 de Maio, um total de 4.320 incêndios florestais, mais 3.474 do que no período homólogo do do ano passado, durante o qual foram registados apenas 846 fogos.

Segundo a ANPC, a maioria destes fogos foram prontamente combatidos, pelo que atingiram pequenas áreas, mas dois deles ultrapassaram os 500 hectares de área florestal ardida, com o que ocorreu no concelho de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real, permanecido activo por mais do que 24 horas.

Tal como em anos anteriores, a esmagadora maioria destas ocorrências tem origem em actos de negligência, na sua maioria sendo consequências de queimadas destinadas a renovação de pastagens ou a limpeza de terrenos que, quase sempre por inobservância de regras, ficaram fora de controle, alastrando a áreas circundantes.

Após estas 4.320 ocorrências contabilizadas, começará a "Fase Bravo", que terá início na próxima sexta-feira, altura em que estarão incluídos no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) para 2015 um total 6.583 efectivos, apoiados por 1.541 viaturas e, de forma progressiva, por 34 meios aéreos, e terminará em 30 de Junho, dando início à "Fase Charlie".
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin