segunda-feira, outubro 10, 2016

Expandir uma pequena rede - 4ª parte

Assim, o planeamento incidirá sobretudo sobre o aspecto físico e sobre as questões de divisão de largura de banda, que descrevemos previamente, podendo ser implementado e testado com grande rapidez, sugerindo-se que não se fixem os cabos antes de concluída toda a fase de testes, o que permite alterações caso surja algum problema ou o desempenho não seja o esperado.

Em termos de custos, um "hub" ou "switch" de 5 portas tem um preço que ronda a dezena de Euros, enquanto um cabo Ethernet com 15 metros pode rondar metade desse valor e os cabos de ligação mais curtos podem custar, dependendo do fornecedor, 2 a 3 Euros, com o repetidor, como dispositivo mais caro do conjunto, a chegar facilmente à vintena de Euros.

Assim, uma solução deste tipo, pode custar desde uma vintena de Euros, na sua configuração mais simples, que permite ligar a um "hub" um par de equipamentos, até ao dobro, se for acrescentado um repetidor a ser utilizado como ponto de acesso, criando-se assim um núcleo que suporta até 3 dispositivos fixos e, para não degradar o desempenho, outros tantos móveis, podendo o número ser mais elevado desde que não utilizados de forma intensiva em simultâneo.

Consideramos este orçamento, que terá sempre variações e mesmo pequenos acréscimos, como a adição de mais algum cabo ou conector, dado que pode viabilizar a utilização segura e com desempenho adequado de meia dúzia de equipamentos, como perfeitamente aceitável, correspondendo a menos de uma dezena de Euros por posto de trabalho, e com uma instalação muito simples, que dispensa a intervenção de técnicos especializados.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin