sábado, abril 29, 2017

Bomba para transferência de fluídos - 1ª parte

Muito útil em situações imprevistas, nomeadamente quando falte combustível num depósito e a solução mais prática, e por vezes a única exequível, seja transferí-lo a partir de outro depósito, as bombas manuais para transferir fluídos são uma peça essencial num "kit" para expedições.

Existem inúmeros modelos, desde os mais simples aos mais sofisticados, mas todos obedecem ao mesmo princípio de sucção, com diferenças na forma de accionamento, na extensão das tubagens e na própria qualidade de fabrico e dos materiais utilizados que, por questões de precaução, devem encontrar-se entre aqueles que resistem a reacções com as substâncias a transferir.

A operação de transfega deve ser efectuada com os devidos cuidados, posicionando os veículos em local adequado, suficientemente próximos e evitando contaminação dos solos, com a bomba a ser operada premindo sucessivamente uma borracha de sucção ou accionando uma alavanca.

É de notar que a avaliação da quantidade de combustível transferido é difícil de fazer, salvo quando efectuada através de um recipiente intermédio, pelo que não deixa de ser aconselhado efectuar alguns testes simples, com água, de modo a ter noção da quantidade transferida sempre que se acciona a bomba manual.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin