sábado, fevereiro 17, 2018

Equipamento de navegação em Defender - 3ª parte

Para quem não tenha nada sobre o "tablier", o mais simples será mesmo colocar o equipamento no centro, mesmo que sacrificando o cinzeiro, colocando um dos autocolantes com iman de cada lado, algo que deve ser feito após limpar cuidadosamente a superfície com um produto apropriado e ter efectuado os testes para determinar a melhor posição.

Naturalmente, um alinhamento que coloque a câmara numa posição central seria o ideal, mas admitimos que, dependendo de outros equipamentos instalados, das preferências do condutor, ou da necessidade de acesso por parte de outros ocupantes do veículo, possa ser escolhida outra posição sobre o "tablier", de modo a que a informação do écran e o acesso táctil ao mesmo seja fácil para todos.

Noutros veículos, com configurações diferentes, a instalação pode ser menos simples, seja por não haver uma superfície plana e desimpedida, seja porque a posição do écran obstrua parcialmente a linha de visão, o que, inevitavelmente, tem implicações graves a nível da segurança do veículo, podendo, no limite, verificar-se que existe uma incompatibilidade prática, sendo de optar por outro modelo com funcionalidades semelhantes.

Obviamente, caso se opte por um modelo com sistema de gravação, e aqueles que conhecemos têm a câmara dianteira incorporada na unidade principal, não haverá muitas opções em termos de posicionamento para além do "tablier", dado que sob o tejadilho implica adaptações e o sistema ficará menos visível e acessível, sendo que, nestes casos, uma unidade com formato DIN que substitua o rádio será o que julgamos mais adequado.
Enviar um comentário