sexta-feira, setembro 14, 2018

Arrancadores polivalentes - 2ª parte

Comum a virtualmente todos os modelos é a presença de conectores USB, para carregamento de dispositivos, um conjunto de lâmpadas "led", normalmente entre 3 e 4, com diferentes modos de operação, contínua, intermitente ou "strobe" e dois níveis de intensidade, com capacidade para operar até 72 horas, com a carga completa e sem que haja outras utilizações da bateria.

Com um peso que ronda as 600 gramas e de aproximadamente 17.5 x 7.5 x 3.5 centímetros, a que acresce o peso e volume de acessórios, como cabos e transformador, o que permite um fácil transporte e acomodação, este tipo de arrancador baseado numa bateria de polímeros de lítio, consegue efectuar até 25 arranques de uma viatura com sistema eléctrico de 12 volts, desde que com motores com menos de 4.0 litros de cilindrada, caso funcionem a gasolina, e 2.5 litros se a diesel.

Existem numerosos modelos, com preços completamente distintos, sendo critério base a corrente de pico necessária para arrancar o motor mais exigente daqueles em que se pretende utilizar o arrancador, seguindo-se, naturalmente, outros, como a possibilidade de alimentar computadores portáteis ou outros dispositivos electrónicos ou o tipo de iluminação proporcionada.

Havendo a possibilidade de comprar por um preço pouco superior num país comunitário, pensamos que a importação da Ásia pouco se justifica neste caso, sendo de verificar cuidadosamente as características, incluindo acessórios, como cabos, bolsa de transporte ou outros, podendo este tipo de equipamento revelar-se essencial quando em locais remotos, onde outras fontes de energia são difíceis de obter.
Enviar um comentário