quarta-feira, dezembro 28, 2011

3 dos 5 helicópteros do INEM podem deixar de prestar serviço de noite - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um helicóptero ao serviço do INEM

Esta situação é tanto mais gravosa quando o número de serviços de atendimento permanente e urgências tem sido reduzido, sobretudo em zonas remotas do Interior, nas quais uma evacuação de urgência para um estabelecimento com as valências adequadas pode significar a diferença entre a vida e a morte.

Do acordo, que mais do que um acordo foi uma imposição do poder central, relativo ao encerramento de muitas destas unidades, constava a disponibilização de meios de socorro mais sofisticados, usados para acalmar as populações e o poder autárquico, numa tentativa de manter a segurança dos residentes.

Passados poucos anos, os próprios meios com os quais se podia, de alguma forma, reduzir os riscos das populações mais isoladas, começam a ser parcialmente desactivados, o que em nada contribui para a confiança destas no Estado nem para a sua fixação em locais mais remotos.

É de notar que esta proposta surge em simultâneo com outra, que visa penalizar os proprietários de terras abandonadas, algo que revela uma dualidade de critérios tão absurda quanto criminosa, ameaçando punir quem abandona simples terrenos sem fazer o mesmo ao Estado que abandona os seus cidadãos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin