quinta-feira, outubro 06, 2016

Troca de pneus - 2ª parte

Infelizmente, temos visto quem coloque pneus idênticos em cada eixo apenas para a IPO, muitas vezes pedindo-os emprestados, e seguidamente reponha outro conjunto, com o qual circula e, caso interrogado pelas autoridades, alegue que se trata de uma situação temporária, como resultado de um furo recente.

Nestas condições, é evitada uma coima, mas o risco continua presente, sobretudo em condições de menos aderência, quando o comportamento dos diversos pneus, e o desgaste que provocam no veículo, vão aumentando assimetrias, que quase certamente irão causando danos mecânicos cada vez mais sérios.

Menos perigoso, dado que os veículos mais recentes têm sistemas de repartição de travagem mais sofisticados, muitos deles ligados a sensores, será ter pneus diferentes, ou com grande diferença de desgaste, nos eixos dianteiro e traseiro, mas confiar na electrónica para solucionar problemas físicos, mesmo que aparentemente resulte, apenas esconde uma situação perigosa e que se pode revelar imprevisível.

A opção que tomamos sai mais dispendiosa, neste caso 76.40 Euros, valor unitário de cada pneu no "Mundo dos Pneus", incluindo a montagem, equilíbrio e ecovalor, para além de impostos aplicáveis, mas é a que aconselhamos, independentemente de questões legais, face a todos os inconvenientes e perigos que outras opções inevitavelmente acarretam.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin