sexta-feira, outubro 07, 2016

Expandir uma pequena rede - 3ª parte

Diz a experiência que as necessidades de diversos equipamentos varia ao longo do tempo, sendo distinta entre sí, pelo que o mais provável é que um possa necessitar de uma maior percentagem durante algum tempo, podendo ceder parte caso outro entre em concorrência, e sucessivamente, equilibrando-se entre sí, pelo que só em situações limite será de notar algum decréscimo na velocidade.

Caso numa porta esteja ligado um repetidor "wifi", a situação será semelhante, com os utilizadores deste ponto de acesso a dividirem entre sí o débito correspondente ao fluxo de dados que este recebe via cabo, e que concorre directamente com os restantes equipamentos ligados directamente ao "hub", pelo que ficarão em desvantagem, dado partilharem entre sí a mesma largura de banda que outros têm em exclusivo.

Esta forma de distribuição, em cascata, sendo funcionalmente adequada, vai penalizando sucessivamente mais quanto mais afastado do ponto inicial em termos de pontos intermédios, consoante as várias divisões da banda disponível, podendo, no limite, penalizar bastante os equipamentos ligados em pontos da estrutura onde a as divisões sucessivas mais se fazem sentir, algo que pode ser calculado, mas que necessita sempre de ser aferido.

Salvo no respeitante ao repetidor, não há necessidade de nenhum tipo de configuração lógica, bastando proceder às ligações físicas, em termos de cablagem e alimentação eléctrica para montar toda a solução, pelo que esta instalação não oferecerá nenhum tipo de dúvidas, salvo quanto à disposição dos equipamentos e à forma de passagem de cabos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin