sábado, janeiro 14, 2017

Braceletes de sobrevivência - 1ª parte

Os pequenos "kits" de sobrevivência sob a forma de bracelete têm-se revelado populares, em parte devido ao seu baixo preço, que ronda o Euro e meio, incluindo portes, o que permite que sejam um presente útil e acessível, do agrado de quantos se dedicam a actividades ao ar livre.

Existem diversos modelos, e vários níveis de qualidade, sendo o mais comum aquele que inclui uma corda, semelhante às utilizadas nos paraquedas, resistente e flexível, e que, entrançada, dá origem à bracelete, e uma fecho em plástico de abertura rápida que inclui um conjunto de utensílios destinados a ser utilizados em emergências.

A corda, com capacidade para 110 quilos, devidamente entrançada, tem perto de 2 centímetros de largura e 26 de comprimento, mas completamente esticada tem, dependendo do modelo exacto, entre os 250 e os 300 centímetros, sendo algo moroso voltar a entrançar de acordo com a configuração original após o uso, mas realizável seguindo as instruções fornecidas.

Alertamos para a capacidade da corda, que sendo variável, mas na maioria dos casos andará pelos 110-130 quilos, com uma ruptura não anunciada, pode não suportar esticões, como o fazer parar um peso em queda, que, nessa altura, representa um peso muito superior e, portanto, pode resultar numa ruptura.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin