quarta-feira, março 28, 2018

Quem cede os dados? - 1ª parte

A cedência de dados de 50.000.000 de utilizadores do Facebook a uma empresa com actuação na área da política, a Cambridge Analytica, e que estará ligada a campanhas de manipulação, tem levantado diversas questões quanto à actuação dos responsáveis pela maior rede social do Mundo, mas tal não isenta de responsabilidades numerosos utilizadores.

Existe uma manifesta incompreensão por parte de muitos utilizadores relativamente a regras e procedimentos que visam defender ou, pelo menos, alertar para questões relacionadas com a privacidade e segurança dos dados armazenados nos servidores do Facebook, sendo poucos os que, quando surge a mensagem de revisão da política de privacidade, percorrem os vários quadros, tentando obter maior informação quanto à sua exposição pessoal.

Muitos utilizadores têm perfis completamente públicos ou quase, expondo os dados perante todos, enquanto outros preenchem todo o tipo de questionários e testes sem ter em atenção a sua proveniência, nem a possibilidade de estarem diante de uma aplicação externa ao Facebook e que, portanto, se rege por regras distintas.

Estes questionários ou testes, e mesmo alguns jogos, solicitam o acesso ao perfil, sendo certo de que quem opta por os utilizar está a disponibilizar um conjunto de informações que supõe manter como privadas, podendo, inclusivé, expor a sua lista de amigos ou contactos, aumentando assim a vulnerabilidade de um conjunto inteiro de utilizadores, incluindo-se entre estes os que tiveram maior prudência a nível de exposição de dados.
Enviar um comentário