quarta-feira, julho 07, 2010

Quatro distritos sob aviso laranja devido ao calor - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Bombeiros durante o combate a um incêndio florestal

Na véspera, Domingo, já se tinham registado mais de uma centena de fogos, mas os quase 250 registos destes dois dias passaram praticamente sem serem noticiados, com o foco dos orgão de comunicação social a centrarem-se na sua maioria em assuntos de importância duvidosa, onde o Campeonato do Mundo de Futebol, mesmo após a eliminação da Selecção Nacional, bem como outros factos ligados ao mesmo desporto continuam a ter um destaque especial.

Esta manifesta falta de divulgação era expectável, seja perante um conjunto de acontecimentos no âmbito desportivo, seja devido à actual conjuntura, que tende a fazer centrar a atenção em assuntos que digam directamente respeito a cada envolvido, razão pela qual os fogos, como acontecimentos locais, são menorizados, independentemente do seu número.

Mesmo as campanhas de prevenção parecem algo esquecidas, tal como as medidas de prevenção, as quais, por produzirem efeitos a médio e longo prazo, portanto fora do horizonte temporal do actual Governo e das próprias gestões autárquicas, tendem a ser reduzidas ou adiadas, resultando num conjunto de situações que dificulta o combate às chamas.

Continua-se a verificar que, mais do que dificuldades no combate directo, são questões periféricas como a falta de acessibilidades ou a alterações demográficas, que escapando à vertente operacional, acabam por condicioná-la e constrangê-la, adicionando problemas cuja solução apenas pode ser equacionada a longo prazo.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin