sábado, novembro 20, 2010

Localizadores portáteis com cartão SD - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Os componentes do localizador portátil TK-102-2

Os comandos podem ser enviados também via "hyper terminal" ou por GPRS, sendo agora suportados telemóveis inteligentes, bem como o uso de uma plataforma própria do fabricante, para além do Google Maps.

Um dos melhoramentos mais importantes é a gravação de dados num cartão SD, algo que sucede sempre que se perde a ligação via GPRS, mantendo-se a possibilidade de actualizar o "software" interno através de um computador ligado via porta USB.

Os dados alojados no cartão SD podem, posteriormente, ser acedidos através de um computador pessoal, encontrando-se neles os registos posicionais com o mesmo intervalo com que seriam enviados caso as comunicações permanecessem activas.

Para quem necessite de um localizador portátil ou pretenda um modelo que dispense instalação e possa ocultar no interior de um veículo, mesmo perdendo algumas funcionalidades, como o corte de ignição ou ligação ao alarme, esta é uma opção a ter em conta, sobretudo se nos lembrarmos que, por um investimento de perto de 70 euros, existe uma segurança acrescida resultante da maior probabilidade de recuperação do veículo em caso de furto.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin