quarta-feira, novembro 24, 2010

Sinais de ligação do conector OBD-2 - 3ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um conversor de pinos OBD-2

Se bem que estes sejam os sinais padronizados, tem-se verificado que nem todos os fabricantes obedecem à norma, sendo disso exemplo a troca dos sinais em dois pinos ou o uso de uma voltagem diferente, de modo a que apenas os sistemas de diagnóstico da própria marca sejam compatíveis.

Assim, havendo uma falta de comunicação, para além da inevitável pesquisa na Internet, sugerimos o recurso a um multímetro para verificar as voltagens, testando sobretudo os pinos de voltagem e de terra, onde facilmente se podem encontrar descrepâncias, e que necessitam de ser neutralizados.

Este tipo de teste, caso a surjam dificuldades, devem ser feitos com a chave fora da ignição, com o sistema eléctrico activo e, finalmente, com o motor a funcionar, medindo-se as voltagens nos três estados, enquanto se verifica quais os "leds" que se acendem no "interface" e se compara com o constante do manual de operações do equipamento.

No limite, e para situações ou modelos específicos, pode ser necessário comprar um cabo de extensão e introduzir no meio uma caixa de derivações, onde possam ser corrigidas as ligações de modo a compatibilizá-las com o "interface" do veículo, única forma de poder comunicar com alguns modelos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin