segunda-feira, novembro 22, 2010

Dispositivos USB distribuem "malware" - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um écran do AVG

O recurso a dispositivos de armazenamento de dados USB foi um dos meios de distribuição de infecções informáticas que mais cresceu nos últimos meses, acompanhando a crescente popularidade deste tipo de suporte magnético.

O facto de na maioria dos computadores a função "Autorun" estar activa, correndo de forma automática um programa especificado no ficheiro de arranque do dispositivo, facilita a disseminação dos virus, alguns dos quais, como o Trojan.AutorunINF.Gen e Win32.Worm.Downadup.Gen, assumem posição de destaque.

Estes virus, ou, concretamente "malware", tal como muitos outros, constituem perigos graves que podem ir desde permitir o acesso remoto ao computador onde estão instalados, de forma a obter dados ou a colocá-lo ao serviço de uma rede criminosa, para além de comprometer os dados do utilizador, permitem usá-los em fraudes, com a possibilidade de a responsabilidade criminal recair sobre o proprietário.

Obviamente, é impossível deixar de usar este tipo dispositivo, pelo que se devem observar algumas normas de segurança básicas, que devem, no que é aplicável, se adoptadas para outros suportes magnéticos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin