quarta-feira, fevereiro 23, 2011

Autarca morre num TT na travessia de uma ribeira - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
O veículo ainda submerso

Mesmo conhecendo bem o terreno, a vítima não se terá apercebido das reais condições, sobretudo do elevado caudal, acabando por ficar preso no interior do todo o terreno, onde morreu afogado, enquanto o acompanhante conseguia sair e alcançar a margem.

Sair de um veículo submerso não é fácil e o processo aconselhado, o de esperar que entre água suficiente para equilibrar a pressão antes de abrir as portas, implica uma calma e ponderação que não é fácil de manter numa situação de perigo de vida, sobretudo não havendo a certeza de que este processo resultará quando existe corrente forte e falta de visibilidade.

Outra opção, é a de partir um vidro, o que será mais aplicável nos veículos com elevadores eléctricos, mais vulneráveis e que deixam de funcionar quando o sistema eléctrico do veículo deixa de funcionar, situação onde os sistemas manuais oferecem maior segurança.

Será, pois, de evitar situações de risco, mantendo sempre a maior prudência, sobretudo em locais isolados, e efectuar reconhecimentos e verificações, mesmo saindo da viatura, antes de arriscar qualquer tipo de travessia, mesmo em locais conhecidos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin