sábado, setembro 14, 2013

Demoras nas alfândegas já atingem os três meses - 1ª parte

Image Hosted by Google Seguimento de encomenda no "site" dos CTT

É evidente que o prazo de entrega de produtos provenientes de fora da Comunidade Europeia, sempre que interceptados pelas Alfândegas, tem vindo a aumentar, ultrapassando em muito os limites não apenas do razoável, mas também pondo em causa a viabilidade deste tipo de importação.

Exemplos recentes apontam para prazos que podem rondar os três meses após terem entrado no sistema dos CTT, ou seja, desde o início deste ano o prazo praticamente duplicou, com as maiores demoras a ocorrer no período festivo e durante as férias, decorrendo, no primeiro caso, do maior volume de encomendas e, no segundo, do menor número de funcionários.

Naturalmente que esta situação tem implicações graves, nomeadamente para quem efectua as compras via EBay e paga por Paypal, dado que o prazo para reclamar é de dois meses, o que pode obriga o comprador a tomar uma decisão delicada, que será a de reportar um item não recebido, e que pode apenas estar retido, ou esperar, arriscando-se a ultrapassar o prazo no qual pode reclamar e perder assim o valor pago.

Por esta razão, e porque muitos compradores optam por reclamar mesmo em caso de atrasos não imputáveis ao vendedor, muitos são aqueles que optam por recusar envios para Portugal, tal como tem aumentado o número de compradores que opta por adquirir no mercado comunitário, mesmo que noutro país.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin