sábado, julho 11, 2015

Um guia do automóvel com 50 anos - 2ª parte

Nomes como a "Glas", "NSU", "Austin-Healey" ou "Wolseley" surgem junto de "Renault", "Opel", "Ford" ou "Volkswagen", estando ainda presente a "Castrol", um fabricante de lubrificantes que é uma das poucas publicidades presente, com os tipos de lubrificantes destinados a cada modelo constante do guia, bem como a "Dunlop" e fabricantes de "sprays" de retoque, autorádios ou manuais técnicos.

Chamou-nos a atenção o Skoda 1100MB, de origem checa, portanto de um país do "Bloco de Leste", e que se encontrava à venda entre nós, o Neckar Jagst 770, no fundo uma cópia alemã do Fiat 600, o Glas T400, também conhecido como "Gogomobile", os Hillman Himp, com a característica janela traseira que se podia abrir, bem como os Lotus e os MG de então, que incluiam os modelos Elan e o conhecido MGB.

Também os preços practicados na altura, bem como a fiscalidade da época, concentrada numa única taxa, com valores que ficam abaixo do 50 contos para um pequeno utilitário, passando para duas centenas e meia de contos para um dos primeiros Porsche 911 ou um Mercedes de topo de gama, para além da curiosidade que despertam, revelam um muito menor intervalo entre os modelos mais baratos e mais caros do mercado.

Apesar de sair do âmbito deste "blog", e neste guia nem sequer surge nenhum modelo da Land Rover, que não eram classificados como automóveis, consideramos que, pela originalidade de que se reveste e pelo interesse histórico que tem, merecia uma referência e o mesmo seria do agrado dos nossos leitores, especialmente aqueles que têm um maior interesse neste sector.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin