sábado, março 26, 2016

Blusões em cabedal - 1ª parte

Embora questionavel em função dos materiais utilizados, os blusões em cabedal, com foro em pelo, são excelentes agasalhos, tendo sido os favoritos para muitas actividades em climas frios e absolutamente essenciais antes de surgirem tecidos tecnologicamente avançados, que permitem a concepção de vestuário francamente mais elaborado.

Muito utilizados pelos aviadores até aos anos 50, altura em que surgiram opções mais sofisticadas e melhor adaptadas a uma utilização específica, os blusões em cabedal, pesadamente forrados, eram essencias para manter a temperatura corporal em "cockpits" abertos ou com escasso isolamento térmico, pelo que era aceite o preço e mesmo algumas restrições de mobilidade resultantes dos modelos mais pesados, como os célebres "Irvin" ingleses.

Estes modelos clássicos são de desenho muito simples, normalmente fechados com um único fecho éclair e ajustados por um conjunto de correias na cintura e na gola e, por vezes nos pulsos, sendo normal possuirem apenas um par de bolsos externos e, eventualmente, um bolso interno, que pode ser fechado por um simples botão.

O tipo, espessura e tratamento do cabedal exterior é determinante para a qualidade destes blusões, sendo flagrante a diferença face a materiais sintéticos, muito menos resistentes, mas francamente mais baratos, mas é o pelo interior que, em grande parte, determina a sua qualidade enquanto agasalho.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin