sábado, março 12, 2016

Botas militares inglesas - 4ª parte

Existem diversas teorias acerca da escolha de meias, mas a nossa opção tem sido usar um par de algodão e outro de lã, no interior, em contacto com o pé, no Inverno e dois pares de algodão no Verão, optando por meias espessas, que podem ser felpudas ou caneladas, de modo a promover uma maior enchimento da bota do que resulta um melhor ajuste.

Quando comparadas com as "Magnum" em cabedal, este modelo militar é mais pesado, menos confortável, aparentemente menos flexível, embora um uso prolongado possa obviar este problema, mas resistem melhor a impactos e são manifestamente estanques, sendo bastante adequadas a serem utilizadas em lama ou misto de terra e zonas húmidas, onde se revelam extremamente eficazes.

Talvez o maior problema que encontramos foi mesmo a rigidez do conjunto, sobretudo das solas, o que, pelo menos numa fase inicial, se revelou como um inconveniente durante a condução, reduzindo a sensibilidade no uso dos pedais, embora a aderência, mesmo nestas condições, evite um sempre perigoso deslizamento.

Os preços variam enormemente, começando em perto de duas dezenas e meia de Euros para um par usado e terminando em mais de uma centena para um conjunto novo, sendo a melhor relação preço qualidade aquelas que foram apenas ligeiramente utilizadas e estão virtualmente novas, as quais podem ser adquiridas por um preço abaixo dos 40 Euros, igualmente incluindo portes a partir de Inglaterra.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin