domingo, dezembro 05, 2010

Primeiras neves paralizam cidades no Norte - 3ª parte

Image Hosted by ImageShack
Nevão em Portugal

Sem um mínimo de recursos locais, a possibilidade de ocorrerem situações da maior gravidade aumenta na medida em que durante cada Inverno aumenta o número de vagas de frio, com o envelhecimento dos residentes, com as carências alimentares resultantes do isolamento e da crise que o País atravessa, bem como do desinteresse por parte do poder central em inverter este processo de degradação e empobrecimento do Interior.

Estas dificuldades e limitações em caso de mau tempo, são facilmente comprovadas pela quase paralização de diversos serviços, encerramento de escolas e quase impossibilidade de abastecimento de algumas povoações mais isoladas, onde apenas alguns veículos todo o terreno conseguem chegar com um mínimo de items de primeira necessidade.

Recomendamos a todos quantos se desloquem a zonas onde tenha caido neve que utilizem pneus adequados, algo que só se justifica economicamente caso tenham uma utilização prolongada, inerente à residência em zonas onde neve com frequência, ou, em alternativa, correntes, as quais podem ser adquiridas por um valor módico.

No entanto, mesmo com pneus ou correntes, circular sobre a neve obriga sempre a uma atenção especial, mantendo velocidades reduzidas e adoptando um estilo de condução defensiva, sem reações ou movimentos bruscos, seja em aceleração ou travagem, seja na mudança de direcção, lembrando sempre que a neve pode esconder outros obstáculos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin