segunda-feira, maio 23, 2011

Aumentam para 67 os pontos negros nas estradas portuguesas - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um acidente de viação em Portugal

Ao longo do ano de 2010 o número de pontos negros assinalados nas estradas portuguesas aumentou de 53 para 67, estando nestes incluídos 5 que se repetem, significando que não só as tentativas de correcção não resultaram, como surgiram novas zonas de perigo onde os acidentes ocorrem recorrentemente.

A situação mais grave é a da A29, a auto-estrada da Costa de Prata que liga Gaia a Albergaria-a-Velha, onde, em apenas 15.5 km, em cinco pontos negros, se registaram 34 acidentes, envolvendo 53 veículos, e dos quais resultou uma vítima mortal.

Destes pontos negros, dois foram submetidos a intervenções por parte da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), limitando a velocidade a 80 km/h, bem como a nova sinalização avisadora, que não resolveram o problema, demonstrando que as soluções passam por algo de mais profundo.

Obviamente, perante erros de concepção de uma via, é mais simples colocar sinalização que imponha uma menor velocidade ou alertar para os perigos de um troço do que corrigir erros na concepção da via ou na sua construção, o que implicaria, no limite, mudar o traçado, algo que nem sempre é possível em termos práticos, independentemente dos custos.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin