domingo, janeiro 08, 2012

O Galileoscope na fotografia - 5ª parte

Image Hosted by ImageShack
Uma extensão com orifícios para os parafusos

Coloca-se a máquina, com a objectiva extendida e respectivos adaptadores, numa das extremidades, sobre uma anilha com isolamento de borracha, fura-se a calha, caso necessário, fixando-a com um parafuso que fica igualmente preso por uma porca, na calha, a qual fica com os bordos virados para cima, de modo a que as porcas fiquem entre eles.

Devemos salientar que furar uma calha de alumínio com precisão implica marcar o local exacto, marcá-lo com um punção, dando algumas marteladas sem exercer grande força, após o que se fura com uma broca fina e, seguidamente, com uma com o diametro final pretendido.

Seguidamente procede-se de forma semelhante com o Galileoscope, depois de colocadas as lentes e procedido à respectiva focagem, ficando, tal como a máquina fotográfica segura na calha, mas também pelos parafusos do adaptador da máquina, que serão responsáveis pelo alinhamento do conjunto.

É nesta altura em que, caso necessário, se usam as porcas para melhor nivelar a máquina com o Galileoscope, algo que vai depender da configuração exacta do sistema e da máquina fotográfica que for selecionada para o efeito.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin