quinta-feira, setembro 02, 2010

Desfibriladores automáticos externos continuam por instalar

Image Hosted by Imageshack
Um desfibrilador automático externo

Um ano depois ter sido publicada legislação, a colocação de desfibriladores automáticos externos (DAE) em locais públicos e mesmo em ambulâncias de socorro continuam a ser raros, deparando-se com um pesado processo burocrático.

Esta medida visiva a colocação de DAE em locais de grande afluência de público, como estádios, centros comerciais, aeronaves ou estações, sendo dada formação pelo Instituto Nacional de Emergência Médica a voluntários que dessa forma ficariam habilitados para operar estes equipamentos.

No entanto, tal como acontece com muitas das boas ideias que surgem entre nós, o enquadramento legal veio dificultar a implementação, com um conjunto de passos e de exigência que, para a simplicidade de operação dos DAE e a sua necessidade, surge como exageradamente complexo, mesmo entendendo-se a precaução do legislador.

Mesmo sabendo que houve alguma resistência inicial quanto á operação destes equipamentos por não médicos, ultrapassado esse obstáculo era de esperar que a regulamentação do uso dos DAE, aliado a um preço que tem vindo a diminuir, permitisse que esta fosse uma visão comum nos locais mais movimentados, algo que, manifestamente, não acontece.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin