sexta-feira, outubro 15, 2010

Acidentes rodoviários continuam a ser a principal causa de morte de crianças - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um acidente de viação em Portugal

Os acidentes rodoviários continuam a ser a maior causa de morte de crianças em Portugal, não obstante a muito substancial redução de vítimas que se verificou nos últimos anos.

Perto de um milhar de crianças perderam a vida em acidentes rodoviários em Portugal nos últimos 12 anos, tendo-se verificado que existe uma evolução desde as 420 vítimas do triénio 1988 a 2000 até às 115 ocorridas entre 2007 e 2009, com o número de vítimas a cair para perto de um quarto.

A maior parte das vítimas verifica-se, consistentemente, na faixa ectária entre os 14 e os 17 anos, correspondendo também a uma maior autonomia e liberdade, correspondendo a 45% do total, contabilizando-se ainda hoje perto de 14 vítimas diárias, na sua maioria feridos, das quais 8 como passageiros, 4 como peões e 2 como condutores.

Naturalmente que muitas campanhas, como as da antiga Prevenção Rodoviária Portuguesa e as da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI) contribuiram em muito para esta melhoria, mas continuam-se a verificar comportamentos absurdos por parte de inúmeros adultos, alguns dos quais, para além de criminosos, são quase increditáveis.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin