sábado, outubro 16, 2010

Acidentes rodoviários continuam a ser a principal causa de morte de crianças - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um acidente de viação em Portugal

Lamentavelmente continua-se a ver inúmeras crianças transportadas sem sistemas de retenção adequados, muitas vezes sob o pretexto de serem distâncias pequenas a percorrer, mas também transporte indevido em veículos de duas rodas, muitas vezes em posições absurdas e de alto risco.

Mas também os automobilistas, sobretudo em zonas escolares, nem sempre adoptam atitudes adequadas, seja circulando em velocidade excessiva, seja esquecendo que existe um elevado grau de imprevisibilidade no comportamento das crianças, sobretudo quando durante brincadeiras ou jogos.

Uma palavra final para os menores que conduzem, onde se continuam a contabilizar números proporcionalmente elevados, eventualmente resultado de comportamentos pouco responsáveis, mas também devido ao tipo de veículos conduzidos, tipicamente de duas rodas ou que dispensam carta de condução, pelo que o nível de segurança tende a ser baixo e oferecer pouca protecção aos ocupantes.

Tem-se verificado uma evolução notável, mas ainda se verificam demasiadas situações de negligência, muitas protagonizadas pelos próprios pais das crianças, das quais continuam a resultar situações perigosas e mesmo acidentes, alguns dos quais com consequências fatais, pelo que é manifesto que ainda existe um longo caminho a percorrer.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin