quinta-feira, janeiro 13, 2011

Faltam bombeiros voluntários em de Viana do Castelo - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Bombeiros num combate aos fogos

O projecto do Governo Civil de Viana do Castelo passa pela introdução de incentivos que atraiam jovens e adultos a ingressar nas corporações de bombeiros voluntários, exemplo que pode vir a extender-se a outros distritos, sabendo-se, no entanto, que o recrutamento enfrenta dificuldades resultantes da evolução demográfica.

É manifesto que a distribuição ectária tem evoluido em muitas regiões do Interior no sentido da diminuição do número de residentes e do seu envelhecimento, como consequência do baixo número de nascimentos e de migrações, pelo que a base de recrutamento tende a escassear, mesmo sabendo-se que o desemprego tem levado ao aparecimento de novos voluntários.

Desta forma, perante a diminuição da população passível de aderir, num quadro de dificuldades que tende a ser desmotivante, perante um manifesto descrédito da classe política e face a uma falta de esperança e pessimismo generalizados, será difícil encontrar voluntários sem o recurso a incentivos que se revelem compensadores, algo que vai ter efeitos colaterais.

Obviamente, será impensável atribuir incentivos a novos voluntários que não sejam extensíveis a todos quantos já deram o seu melhor ao serviço das corporações em que prestam serviço, pelo que será de equacionar o custo entre ter um determinado número de voluntários, com algum tipo de compensação, ou um menor número de profissionais, com custos individuais mais elevados, mas com outro tipo de vínculo e de responsabilidade.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin