quarta-feira, fevereiro 09, 2011

Fogo volta à Serra da Estrela - Restrições à circulação - 3ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um Land Rover Defender numa floresta

Encontramos poucas justificações para a interdição de circulação de veículos em zonas protegidas durante a chamada "época de fogos", dado que, sendo o acesso permitido por via pedestre ou usando veículos sem motor de explosão, será do funcionamento deste que resultará esta proibição.

O número de incêndios resultantes do funcionamento de um motor nunca foi realmente apurado entre nós e algumas estatísticas antigas, para além de pouco credíveis dado que incluiam um número significativo de veículos pesados, não excluiam a possibilidade de os fogos que tiveram origem perto da estrada terem outras origens, como o atirar de um cigarro pela janela.

Acrescem as manifestas alterações em termos normativos impostas nos últimos anos, que reduzem ou impossibilitam, salvo alterações ou avarias, que uma projecção do escape possa resultar num fogo, podendo-se, sem impor uma proibição absoluta, manter a obrigatoriedade de usar um dispositivo retentor de partículas.

É, no entanto, mais fácil optar pela proibição em absoluto, dando a entender, de forma velada, ou deixando no ar a suspeição de que a circulação em zonas protegidas estaria na origem de alguns fogos, desviando assim a atenção da inexistência de trabalhos de prevenção, das bermas das estradas onde se acumula matéria combustível ou de tantas outras causas que têm na origem a responsabilidade das entidades oficiais.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin