sexta-feira, outubro 29, 2010

"Firesheep" automatiza intrusão em sistemas informáticos

Image Hosted by Imageshack
Um écran do Firefox com o "Firesheep"

Por ser o primeira verdadeira ferramenta de "hacking" ou intrusão que dispensa verdadeiramente um conjunto básicos de conhecimentos informáticos, colocando em perigo as comunicações sem fios, torna-se inevitável alertar os utilizadores de redes WiFi para o "Firesheep"

Este programa é uma extensão do "Firefox", um dos "browsers" mais comuns e destina-se a interceptar e capturar fluxos de dados estabelecidos entre redes sem fios, obtendo assim informações que podem incluir "logins", com as respectivas "passwords", construindo assim uma base de dados com informação de acesso.

Se bem que estas técnicas não sejam novas, o "Firesheep" é o primeiro "software" a automatizar todo o processo, bastando instalá-lo e activá-lo, após o que este começa a registar informação, disponibilizando-a imediatamente ao alcance de um "click" do rato numa janela lateral do "Firefox".

Lembramos que qualquer acesso indevido a dados individuais, independentemente do uso que deles se faça, constitui um crime, pelo que o uso do "Firesheep", pela forma como o próprio programa opera, toca as raias da ilegalidade, e mesmo o seu uso experimental, pela quase inevitabilidade de obter informação pessoal, deve ser equacionado com prudência.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin