quarta-feira, abril 27, 2011

O Galileoscope na fotografia - 4ª parte

Outra opção, ainda mais simples, é uma simples meia ou manga preta, aberta em ambas as extremidades e que pode ser segura por elásticos sobre a extensão e sobre o Galileoscope, vedando assim a passagem da luz.

Igualmente importante, é a rigidez e portabilidade do sistema, já que a opção de fixar o Galileoscope no tripé e a câmara na extremidade do telescópio surge como pouco adequada a manipulações e mesmo a transportar o conjunto montado, podendo mesmo revelar-se arriscado.

Um processo prático e de baixo custo é adquirir uma calha de alumínio, um par de parafusos compatíveis com a roscagem das máquinas fotográficas, com perto de 20 mm de extensão, três roscas que caibam dentro da calha e algumas anilhas que ajudarão no ajuste da altura e constituirão uma melhor base para os equipamentos.

Também aconselhamos a aquisição de alguns discos de borracha, com base aderente, como os que são utilizados para colocar sob os móveis, de modo a evitar danificar o pavimento caso seja necessário arrastá-los, e que serão colados nas anilhas, após o que serão furados para que os parafusos passem.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin