sexta-feira, abril 29, 2011

Páscoa mais sangrenta na estrada desde 2005 - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Um acidente de viação em Portugal

As condições meteorológicas, adversas nalguns dias, devem ser tidas na devida conta, sendo manifesto que contribuem para um maior número de acidentes, sobretudo em termos de colisões e despistes, dado que muitos condutores não regulam a velocidade de acordo com as condições de circulação.

O facto de com menos acidentes subir em muito o número de vítimas tem que ser avaliado em conjunto com o número de veículos nas estradas, sendo esta uma variável necessária para uma correcta avaliação das causas.

Tipicamente, uma menor densidade de veículos permite velocidades mais elevadas, aumentando assim a gravidade dos acidentes, mesmo que o número total de sinistros diminua, reduzindo-se sobretudo em termos dos pequenos toques que tendem a ocorrer quando existe um maior número de utentes numa mesma via.

Apontado por muitos como factor importante, temos a questão do policiamento nas estradas, durante muitos anos da responsabilidade da Brigada de Trânsito da GNR, agora extinta do que resultou numa diminuição do patrulhamento e uma menor repressão de comportamentos dos risco adoptados por muitos condutores.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin