sexta-feira, outubro 21, 2011

Em teste, uma réplica do Land Rover Phone - 7ª parte

Image Hosted by ImageShack
Os acessórios da réplica do Land Rover Phone

A câmara de 1.3 megapixels ou 1.280 x 1024, de resolução inferior aos 2.0 do modelo original da Sonim, é fácil de operar, com menus de configuração no écran, que permitem para além de fazer variar a resolução, também aceita diversas frequências vídeo, o uso de iluminação, gravação automática ou selecção de unidade de gravação.

Está igualmente disponível uma ligação "bluetooth" 2.0, suportando transferência de dados e A2DP, o que permite usar este telemóvel com os "kits" de mãos livres que usem este protocolo, bem como outros periféricos que usem esta ligação.

A existência de um rádio FM, que requer o uso dos auscultadores externos, que também servem de antena, poderá ter algum interesse, sobretudo na falta de alternativa, e o facto de a bateria ser de boa capacidade permite o seu uso sem recear que esta fique sem carga prematuramente.

Uma das particularidades deste telemóvel é dispor de uma lanterna, a qual fornece um foco de luz com uma intensidade superior à de muitas lanternas de bolso, capaz de iluminar uma divisão de uma casa, tendo como inconveniente o facto de obrigar a percorrer alguns menus para ligar e desligar o foco.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin